quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Não subestime as crianças: livros infantis como lugar seguro para abordar temas difíceis

Divulgação

Já falamos aqui no Blog Leiturinha sobre como a literatura é atemporal e não tem uma finalidade específica pois, ao não se prestar a isso, é fiel a si mesma e ao que seu autor ou autora desejou transmitir ao criar a obra. Porém, ao ser escrito, o livro passa a pertencer a quem o lê, fazendo sentido de acordo com o repertório e as experiências de cada um.

Os livros, assim, passam a ser um lugar seguro para conhecer o mundo, transitar por diferentes pontos de vista, experimentar sentimentos e emoções e, por isso, se conhecer melhor! Além disso, a linguagem lúdica contribui para que a mensagem chegue mesmo para as pessoas mais fechadas, pois se comunica por outra via, que não a da razão.

Os livros infantis não fogem a essa regra. Eles são capazes de despertar sentimentos, remeter a situações fictícias e reais e, por isso, são grandes aliados no momento de tratar temas delicados com os pequenos. Em uma enquete no Instagram da Leiturinha, perguntamos aos pais se os livros infantis os ajudavam a abordar temas complexos com seus pequenos. De um total de 397 pessoas que responderam, 93% afirmaram usar a literatura para tratar temas delicados com os filhos. Afinal, por meio dos livros, os pequenos podem experimentar diferentes pontos de vista sobre a mesma questão e, se estão passando por momentos semelhantes, podem perceber que existem outras maneiras de encarar os fatos e outras formas de pensar e agir.

Não podemos subestimar as crianças!
Quando se trata de livros infantis, os mais diversos temas delicados são abordados de forma lúdica, se tornando verdadeiros porta-vozes da realidade para os pequenos. Por isso, livros que não subestimam os pequenos são fundamentais para apresentar fatos, sentimentos e questões importantes, como a vida e a morte, os medos e as angústias, e situações delicadas como bullying e outros tipos de violência, por exemplo.

Além disso, cabe também a nós, adultos,  não subestimar a capacidade dos pequenos de conhecer e encarar a realidade como ela é. Falar sobre algo que a criança já observa, ainda que de forma distanciada, dá a ela a oportunidade de aprender a lidar com o assunto, seja ele qual for. As crianças vivem em um mundo onde há guerras, conflitos, entre tantas outras coisas com as quais nem sempre queremos lidar. Mas, uma vez tratados pela literatura, tais temas são apresentados em um lugar seguro, em que os pequenos poderão levar o tempo necessário para conseguir lidar com o assunto, trilhando, assim, seu caminho para o amadurecimento.

Portanto, que tal apresentar os mais diversos tipos de histórias ao seu pequeno e, quando se deparar com um assunto delicado, observar sua reação e acolher suas dúvidas sobre o livro? Assim, seu pequeno se sentirá valorizado e ouvido, e terá a oportunidade de aprender sobre o mundo ao lado de quem confia e com a voz sensível da literatura!

10 dicas de livros infantis que podem ajudar na educação dos filhos
Questões como medo, dificuldade na alimentação, higiene, saudade, perdas, bullying, desfralde, preconceito e separação dos pais podem ser mais facilmente tratados com a ajuda da literatura, que possibilita a abertura de um diálogo mais acessível com as crianças. Para ajudar mamães, papais e educadores, a Equipe de Curadoria da Leiturinha elencou 10 obras que abordam esses temas e que mostram como a literatura, além de ser fundamental para o desenvolvimento infantil, também pode ser um ótimo instrumento na educação dos pequenos! Continuar lendo. Fonte: https://leiturinha.com.br/

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Cia “A Hora da História” apresenta a coleção Cidade das Letrinhas



Histórias fazem analogia aos conflitos durante a infância e despertam o interesse das crianças
Motivados pelo sentimento de ajudar ao próximo, pais, educadores e psicopedagogos abraçaram a causa da autora e ilustradora da coleção Cidade das Letrinhas, Viviane Zanardo. Juntos formam uma rede de relacionamento para identificar escolas que precisam receber doação de livros para as crianças, durante o processo de alfabetização e socialização.

Livros infantis como Cidade das Letrinhas auxiliam no processo de socialização, contribuindo para que os pequenos se identifiquem com a situação, encontrando meios de lidar com ela, como por exemplo o conflito entre as letras que disputam ser a mais importante para escrever palavras. Conclui a psicóloga e psicopedagoga Andrea De Domenico.

Roberta Sgambatti Simões, mãe de Lorenzo e Luna, avalia que a autora conseguiu absorver a realidade do universo infantil e o traduziu de uma maneira feliz, despertando a atenção dos pequenos leitores. Roberta é Engenheira Civil, pós-graduada em marketing e Cofundadora da Sonheria Colaborativa (@sonheriacolaborativa). Para realizar este sonho, a Roberta compartilha as histórias das letrinhas entre os educadores de escolas da região, tais como: Escola Catavento, Colégio Sagrado Coração de Jesus, Escola Amor Perfeito, Colégio Santa Marcelina, Colégio Batista, Colégio Rainha da Paz, Colégio Notre Dame, Colégio São Luís, entre outros.

“Todo estimulo sempre é válido, principalmente para estas crianças que estão na fase de alfabetização. E as histórias da Cidade das Letrinhas realmente desperta a atenção das crianças”, diz Marina C. Freire Maltez, professora, mãe de Manuela e Marcela, proprietária do Colégio Alfredo Castro e Escola Gato Xadrex.

Em Cidade das Letrinhas 1, as crianças aprendem as palavras, a partir da construção de uma pequena cidade. As vogais vivem num lugar quase deserto e um dia descobrem o sentimento de tristeza por não saberem como povoar a cidade. Então, a letra A adormece e sonha com a solução do problema: escrever e fazer aparecer novos amigos, bichos, frutas, árvores e casas, através das palavras escritas com as iniciais das vogais.

Em Cidade das Letrinhas 2, a letra B convida as vogais para uma viagem à praia, onde lá conhecem novos amigos, entre eles, as consoantes. Assim recomeça a brincadeira de escrever e fazer aparecer lugares diferentes, recheado de novas situações, descobertas e conflitos. A disputa entre as letras faz uma análoga reflexão sobre a importância de respeitar as diferenças entre os colegas.

SOBRE A AUTORA E OS LIVROS
Viviane Zanardo nasceu em Santo André, em 1976. Estudou Comunicação Social, com ênfase em jornalismo e edição eletrônica. Aprendeu técnicas de ilustração e começou a desenhar, depois de descobrir a história das Letrinhas entre as anotações da avó Neyde. A ideia era boa, mas precisava aumentar e adaptá-la para entreter as crianças… então, pesquisou sobre o universo de sua filha Isabella, hoje com 7 anos, e transformou as letras em personagens semelhantes às crianças em suas características. Estudou palavreados, costumes, situações e conflitos vivenciados nas escolas e trouxe estes cenários para dentro das histórias, onde os pequenos leitores se identificam com os personagens em suas descobertas e desafios.
Assim surgiu a coleção Cidade das Letrinhas, um enredo desenvolvido especialmente para apoiar os pequenos leitores, durante o processo de alfabetização e socialização infantil.

Fonte: VIPress Comunicação Integrada – Viviane Zanardo.


sexta-feira, 6 de julho de 2018

HQs da Turma do Gabi no site de financiamento coletivo Kickante


O cartunista e escritor Moacir Torres colocou na plataforma de financiamento coletivo Kickante, uma revista em quadrinhos inédita da Turma do Gabi.

Os que colaborarem na campanha receberão em outubro a revista impressa autografada e a versão digital, bem como os livros infantis da Turminha e o Gibi do Papo Amarelo 02, via correio sem nenhuma despesa.

Roteiros/Layout: Júlio Magah.
Desenho/Arte/Cor: Moacir Torres.
Capa: Nestablo Ramos.

Criada pelo cartunista e escritor Moacir Torres em 1975, a Turma do Gabi circulou nos principais jornais e revistas infantis do País por várias gerações, consolidando sua marca e sendo apontada, até hoje, como a quarta mais conhecida turma dos quadrinhos brasileiros.

Para contribuir com o projeto, basta acessar a página:
https://www.kickante.com.br/campanhas/turma-do-gabi-em-quadrinhos

SERVIÇO:
Turma do Gabi – 2018
Autor: Moacir Torres

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Novo e-book “O Caipirinha e Seu Porquinho”


A Editora EMT lança na plataforma Amazon, o livro Infantil escrito e ilustrado pelo cartunista Moacir Torres, autor da Turma do Gabi e do herói Papo Amarelo.

O livro traz uma aventura bem legal com o caipirinha Lorenço e seu inseparável porquinho de estimação, o Fuça-Fuça.

Lorenço é primo do Gabi e da Geninha, e mora com seus avós num sítio onde tem uma mata com rios e muitos animais, inclusive um elefantinho, o Kokito.

Para adquirir o e-book basta acessar este link: https://www.amazon.com.br/dp/B00GVY7EQ2

Serviço:
O caipirinha e seu porquinho
Autor/Ilustrações: Moacir Torres
Editora EMT/Kindle/Amazon

terça-feira, 19 de junho de 2018

Gloobinho estreia animação ‘Elias, Aventuras a Bordo’


Para animar ainda mais o mês de junho, o Gloobinho estreia nesta segunda-feira, dia 18, a animação internacional “Elias, Aventuras a Bordo”. Os episódios serão exibidos de segunda a sexta, às 17h45.

A série conta a história de Elias, um barquinho corajoso que gosta muito de brincar com seus amigos. 

Na Baía do Aconchego, onde mora, Elias embarca em uma aventura diferente a cada dia, na companhia de seus fiéis escudeiros Heleonora, a helicóptero, Subby, uma submarino, e Swifty, o bote. 

Em toda aventura, a turma de amigos descobre novas habilidades encorajando a criançada a explorar o mundo ao seu redor.

A animação é baseada em um livro homônimo, sucesso na Noruega. A franquia também possui os filmes “Elias e o Iate Real” e “Elias e o Tesouro do Mar”, que fazem parte do acervo do Gloob.

Sobre o Gloobinho – Um ambiente seguro, afetuoso e divertido que estimula a imaginação, a criatividade e o desenvolvimento da criança em idade pré-escolar. 

Esse é o Gloobinho, o novo canal do portfólio Globosat que chega para compor a unidade infantil juntamente com o Gloob, oferecendo conteúdos nacionais e internacionais de qualidade e produzidos especialmente para esta fase. 

O Gloobinho respeita o tempo da infância e acompanha a criança onde ela estiver.

Fonte: In Press Porter Novelli [Gloobinho] – Amanda Barros – (21) 3724-8080.


sexta-feira, 15 de junho de 2018

Catarse - Novo volume da Coleção Quadrinhos e Educação

Coleção Quadrinhos e Educação é organizada pelo Prof. Thiago Modenesi, dos Programas de Mestrado em Inovação e Desenvolvimento da UNIFG/PE e do Mestrado em Gestão Pública da UFPE, e pelo Prof. Amaro Braga, da UFAL. Nela estão reunidos artigos de professores, estudantes e pesquisadores de quadrinhos e educação de todo o Brasil.

A coleção passa a ser publicada pela editora Quadro a Quadro, e o primeiro lançamento na nova casa é o livro Quadrinhos e Educação – Série II – Volume I (formato 15 x 22 cm, 178 páginas), que reúne artigos de vários autores tratando a temática da relação das histórias em quadrinhos com a educação sobre os mais variados olhares, um tema atual que tem aumentado bastante o seu alcance.

Dentre os autores, estão Marilda Lopes Pinheiro Queluz, Paulo Ramos, Ana Cristina Carmelino, Luana Ferraz, Danielle Barros Silva Fortuna, Edgar Silveira Franco, Fábio Tavares Da Silva, Rogério Junior Correia Tavares, Márcio Sno, Sabrina Da Paixão Brésio, Fábio Da Silva Paiva, Ernani Nunes Ribeiro, Rosa Alicia Nonone Casella, Thiago Vasconcellos Modenesi, Raul Felipe Silva Rodrigues, Márjorie Garrido Severo, Valéria Aparecida Bari, Wanderson Cruz Dos Santos, Rosângela Tenório De Carvalho e Daniela S. Domingues Marino.

O título será lançado nas 5as Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos, que acontecerão na USP – Universidade de São Paulo de 22 a 24 de agosto de 2018. 

Para viabilizar a publicação, a obra está participando da plataforma colaborativa Catarse

Confira as diversas recompensas e saiba como participar clicando aqui.


quinta-feira, 7 de junho de 2018

Evento do jogo Just Dance chega ao Shopping Piracicaba

Divulgação

Atração inédita, e exclusiva da BRMALLS, divertirá o público com a reprodução de uma pista de dança na praça de eventos do empreendimento

Uma pista de dança com 160m² será reproduzida na praça de eventos do Shopping Piracicaba, em São Paulo, a partir do dia 4 de junho. Trata-se do badalado jogo de dança eletrônico Just Dance, atração inédita da BRMALLS que promete levar diversão para crianças, jovens e adultos que desejam dançar ao som dos seus ídolos.

A brincadeira consiste em selecionar uma música para imitar os passos de um dançarino virtual. No vídeo game tradicional, o jogador mantém o controle na mão enquanto tenta seguir os movimentos da tela, mas ao vivo ele terá que mostrar seu talento em cima do palco, e o público acompanha o dançarino numa pista multicolorida e iluminada montada especialmente para todos entrarem no clima do evento.

A ideia é fazer com que todos se soltem durante os quatro minutos disponíveis para as coreografias. Já para os mais tímidos, o espaço disponibiliza jogos individuais e dois ambientes de socialização, que contam ainda com os personagens da atração em 2D e backdrops para fotos.

A ação ficará no shopping até o dia 29 de junho, durante o horário de funcionamento do empreendimento, e o evento é totalmente gratuito.

O Panda, personagem mais reconhecido pelos fãs do game também estará presente no shopping para tirar fotos e divertir os clientes. O encontro é por ordem de chegada e através de retirada de senha. Confira as datas e horários nas nossas redes sociais.

A atração é exclusiva da BRMALLS, em parceria com a Just Dance. Até 2019, ela percorrerá seis shoppings da rede em todo país.

Sobre a BRMALLS
A BRMalls é a maior empresa integrada de shopping centers do Brasil, com participação em 39 shoppings, que totalizam 1.445,5 mil m² de Área Bruta Locável (ABL) e 876,9 mil m² de ABL próprio. A BRMalls é a única empresa nacional de shopping centers com presença em todas as cinco regiões do Brasil, atendendo aos consumidores de todas as diferentes classes sociais no país.

Sobre o Just Dance
Just Dance é um jogo eletrônico de música desenvolvido pela Ubisoft. O jogo foi lançado em 17 de novembro de 2009 e imita a coreografia de um dançarino virtual na tela. O jogo está atualmente em sua 9ª edição. Teve seus dois primeiros títulos lançados exclusivamente para o Nintendo Wii e, a partir da terceira edição, passou a ter versões

para todas as plataformas com controle de movimento existentes a cada lançamento. Hoje, a franquia está presente nos consoles Wii U, Xbox One, PlayStation4, Wii, Xbox 360 e PlayStation3 e smartphone.

Fonte: Tycoon 360 – Stephanie Ades – (11) 3090-4250.


sexta-feira, 25 de maio de 2018

ThunderCats estreia novinho em folha no Cartoon Network

Divulgação

Nós já pegamos nossa Espada Justiceira e estamos prontos para a chegada dessa novíssima aventura interplanetária!

Os mutantes de Plun-Darr estão com seus dias contados, porque os maiores guerreiros de Thundera vão aterrissar no Cartoon Network em 2020. A produção de “ThunderCats Roar” está a mil por hora nos estúdios Warner Bros. Animation, e a nova versão vem cheia de ficção científica, ação alucinante e um humor afiadíssimo.

O novo design, com personagens vibrantes e histórias ainda mais dinâmicas, vai encher os fãs de nostalgia. “ThunderCats Roar” traz o legado de uma das animações mais icônicas da história para uma nova geração, que ainda não conhecia Lion-O e seus companheiros de aventura.

Fiel à premissa da série original, a nova animação vai contar a história de como Lion-O e os ThunderCats – Tygra, Panthro, Cheetara, Wilykat e Wilykit – escapam por pouco da destruição repentina de seu planeta natal, Thundera. Depois de sobreviverem à queda de sua nave no misterioso e exótico planeta Terceiro Mundo, Lion-O, o mais novo líder do grupo, vai ter que ajudar os ThunderCats a criar um novo lar nesse planeta hostil. Mas um monte de criaturas bizarras e vilões tenebrosos vão entrar no caminho, principalmente o malvado Mumm-Ra, líder supremo do Terceiro Mundo, que não vai deixar ninguém parar seu reinado tirânico no planeta.

“ThuderCats Roar” conta com Victor Courtright (Pickle and Peanut) e Marly Halpern-Graser (Right Now Kapow) como produtores e com Sam Register (Teen Titans Go!) produtor executivo da animação.

Junte-se a estes heróis lendários em ThunderCats Roar, só no Cartoon Network!

www.cartoonnetwork.com.br/
twitter.com/CartoonBrasil
Facebook : cartoonnetworkbrasil
https://www.youtube.com/user/BRCartoonNetwork

Fonte: Cartoon Network – Rafaela Cortina – (11) 5501-6975.

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Festcolor apresenta suas novidades na Expo Parques e Festas - SP.

Divulgação

Entre os dias 1 e 4 de junho, Festcolor apresenta lançamentos licenciados no Expo Center Norte, em São Paulo

O que é essencial para uma festa inesquecível? Família, amigos, alegria, diversão e, lógico, um tema contagiante para tornar tudo mais especial. Sempre de olho nas principais tendências do momento, a Festcolor apresenta novidades que prometem agitar o setor de festas. Seja pelas temáticas divertidas, que farão a alegria dos convidados, ou pela grande variedade de produtos, que tornarão uma pequena celebração em algo memorável.

Entre os lançamentos deste ano, a empresa destaca o tema “Sereia”, com todos seus encantos e cores, terá espaço garantido para brilhar ao lado da anti-heroína “Arlequina”, que também chega com uma linha bem original e cheia de atitude. Já para quem que tem uma conexão com os animais de estimação, a linha baseada na série de Tv “Enchantimals” foi criada especialmente para conferir todo carinho por este universo.

Para os fãs de séries e filmes, a Festcolor reservou temas que vão dar o que falar. Como “Jurassic World”, filme tão aguardado para este ano, e “Dragon Ball”, linha baseada na franquia japonesa de mangá e anime, sucesso há mais de 30 anos no mundo. Atenta aos trend topics da web, a empresa traz ainda a alegria do canal de youtube “Authentic Games”, comandado por Marco Túlio, direto para as festas dos pequenos jogadores de Minecraft.

Outro destaque fica por conta da febre do momento “Bubu e as Corujinhas”. Nascida para estampar os presentes criativos da Uatt?, a personagem se transformou em uma corujinha cheia de personalidade e trouxe a família toda para a mais nova linha de festa, que promete encantar adultos e crianças.

Estes são apenas alguns dos destaques que poderão ser encontrados nos mais de 15 mil pontos de vendas nacionais da empresa de artigos para festas. Outras novidades como Minions, Galinha Pintadinha, Jovens Titãs e Rainbow Ruby, nova série animada de TV, também estão à disposição com uma extensa lista de produtos variados que vão desde velas para bolo, bexigas, artigos de decoração para mesa e ambiente, incluindo itens para diversão como plaquinhas engraçadas e -outra novidade – bolhas de sabão.

Endereço do estande Expo Parques & Festas: RUA G/3/4 ESTANDE 47/50
SAC Festcolor: (35) 3100-1100/ (11) 4040-4221

Site: www.festcolor.com.br Instagram: @festcolor #Festcolor #SuaMelhorFesta
Youtube: www.youtube.com/festcolor1 Facebook: www.facebook.com/Festcolor

Fonte: Papiro Comunicação – Andréa Tucunduva – (11) 3812-3118.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Meu filho só quer colo! O que fazer para tirar este hábito?

Divulgação/Leiturinha

Seu filho aprendeu a andar e, embora ache divertido, sempre que precisa ir para algum lugar, ele prefere que você o carregue no colo por todo o trajeto? E quando você se cansa e decide colocá-lo no chão, ele chora?

Isso é bem comum em crianças entre 1 e 3 anos, e embora muitos pais pensem que é “manha” ou preguiça, entenda que pode ser apenas um pedido de carinho, um desejo de olhar as coisas do alto, de te ver e te escutar de perto ou de se proteger de possíveis perigos que estão no chão.

A especialista e Doutora em Psicologia Clínica pela USP, Natasha Bazhuni, esclarece essa questão no vídeo a seguir, produzido pela Phitters.

E quando a criança só quer colo?
Se coloque no lugar do seu filho, enxergue pelo olhar dele e ficará mais fácil entender seu comportamento! Mas é claro que todo exagero não é saudável, é importante que a criança ande, faz parte de seu desenvolvimento, e portanto você pode incentivá-la.

Dicas para estimular a criança a caminhar
1. Seja empático quando ela solicitar colo, e tente entender o porquê dela não querer ficar no chão
Será que é cansaço, medo, carência do seu afeto, ou por que acha seu colo mais divertido? E então a reconforte em sua necessidade.

Se for cansaço: vocês podem dar uma pausa, e sentar onde estão mesmo, logo ela ficará entediada e vai querer voltar ao movimento.

Se for medo de algo: como um cachorro, carro ou buraco, descreva o que está gerando o medo nela e reassegure que não a fará mal, você pode usar brincadeiras para isso, pois a criança ainda não entende explicações lógicas. Então você pode fingir que é um carro e mostrar que os carros andam só na rua, e que as pessoas andam na calçada e por isso a calçada é segura.

Se for medo de ficar longe de você: reassegure que você não irá se afastar, que estará no mesmo local quando seu filho voltar, e realmente nunca saia sem avisar. Estabelecer a confiança nesta fase é fundamental. (Nós já falamos aqui no Blog da Leiturinha sobre  os medos mais comuns em cada fase da criança).

Se for carência: exponha seu amor e o quanto gosta também de ficar junto com seu filho, e que sempre estará à disposição para o que ele precisar, mas que pode ir brincar no chão e voltar quando desejar.

Se for porque seu colo é mais legal que o chão: estimule brincadeiras de andar ou correr, tais como, quem chega primeiro a determinado ponto, quem dá o passo mais largo, quem acha um muro de determinada cor, enfim, use a criatividade. O importante é tornar o caminhar divertido.

2. Confie e estimule seu pequeno
Encoraje-o quando ele fizer uma caminhada, mostrando o quanto está forte, o quanto é agradável caminhar com ele. Elogios sinceros elevam a autoestima e estimulam a repetição do comportamento.

3. Criem combinados entre vocês
Faça combinados, por exemplo: revezando entre a caminhada e o colo para cada trecho do percurso. Cada vez que você considera os sentimentos da criança e faz combinados em que ela também opina, a cooperação é maior, então deixe escolher em qual trecho quer andar e qual quer ir no seu colo. Isso estimula inclusive, que ela aprenda a esperar para que seu desejo seja atendido.

4. Estabeleça limites
Crianças pequenas precisam estar seguras, nesse caso antes de colocá-la no chão estabeleça os limites, e reassegure que ela entendeu: identificar quanto ela pode se distanciar de você, em quais pontos precisa andar de mão dada ou segurando no carrinho, onde precisa parar, em que sinal ela precisa voltar próximo de você. Isso é importante para tornar o passeio agradável e não gerar conflitos e brigas por ela sair correndo e por em risco sua segurança.
Aqui vale também usar a criatividade, colocando as regras de forma lúdica, por exemplo: “quando mamãe imitar uma sirene significa que você precisa voltar”, “você pode ficar a apenas 3 passos de elefante do papai”, no momento em que você coloca de forma divertida a criança se engaja e entende melhor.
Com estas dicas e empatia pelas necessidades da criança, vocês chegarão a um consenso comum, que seja saudável e agradável tanto para a criança, quanto para os pais.


terça-feira, 22 de maio de 2018

Livros Infantis da Turma do Gabi - Moacir Torres - Editora EMT


Adquira já os livros da Turma do Gabi por apenas R$ 6,00 cada.

Frete Grátis para todo o Brasil.

Para grandes quantidades 30% de desconto.

Informações: www.turmadogabi.com.br

Pagamento via PagSeguro ou Conta Corrente.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Atividades de alfabetização e letramento: quais as vantagens?

Divulgação

Você sabe o que é letrar? Conheça a importância desse aprendizado e aplique no dia a dia dos pequenos

Você, pai, mãe, educador… sabia que além da alfabetização, existe outro grande processo de ensinamento para os pequenos na infância? O nome dele é letramento. Mas afinal, o que é isso? Atividades para alfabetização e letramento dão enfoque não somente no desafio de aprender a ler e escrever sistematicamente, como também na forma como isso será aplicado em um contexto social. A criança, por vezes, é letrada antes mesmo de ser alfabetizada. Entenda sobre o assunto aqui no Blog da Leiturinha!

O letramento
Letrar é muito mais do que ensinar que “B+A = BA”, entre outras infinitas técnicas gramaticais e linguísticas. O letramento é um processo de aprendizagem para a compreensão, avaliação e apreciação da escrita e da leitura; é se aprofundar nos assuntos e inseri-los em seu universo intelectual.

Esse aprendizado não é único e exclusivo para as crianças, afinal, existem pessoas alfabetizadas com dificuldade de entendimento e interpretação das técnicas de escrita e da leitura. Assim, o letramento pode ser um aprendizado tanto para os filhos quanto para os pais.

Como aplicar a técnica
O processo de alfabetização e letramento compreende, basicamente, três períodos: descobrir a escritaaprender a escrita e usar a escrita.

O primeiro processo envolve os primeiros contatos com os livros e outros meios para a criança criar interesse na leitura. O segundo está ligado diretamente à alfabetização em geral, e o terceiro é onde entra o letramento, o uso da escrita.
Muitas pessoas ficam presas no segundo período, pois acham que já é o suficiente para se comunicar bem nas diversas situações do dia a dia. Isso, entretanto, é um pensamento precipitado.

Os livros são os grandes aliados para atividades de alfabetização e letramento. A prática, nesse caso, é tudo. Com o hábito da leitura, a criança é capaz de desenvolver seu senso crítico e aplicá-lo constantemente para tomar decisões, participar de conversas… enfim, conviver em sociedade. O letramento é isso: usar e praticar frequentemente a leitura e a escrita.

Por que o letramento é importante?
Ser letrado é essencial para se comunicar bem em sociedade e compreender os diferentes contextos sociais nos quais somos inseridos – principalmente para crianças, que têm o futuro nas mãos. Interpretar é a chave para o conhecimento, e cabe principalmente à família, com a ajuda da escola, o papel de estimular as crianças.

Livros infantis que podem contribuir na alfabetização do seu pequeno
Entre as diversas ferramentas que podem contribuir para a alfabetização das crianças está o livro infantil. A literatura é capaz de apresentar as letras e palavras de forma leve, natural e lúdica, antes mesmo deste processo se iniciar. Pensando nisso, reunimos aqui 5 livros para contribuir na alfabetização infantil.


sexta-feira, 18 de maio de 2018

2ª HQ FEST - Inscrições para os artistas até 30 de junho



Organizado pelo Estúdio EMT, o evento será no dia 15 de setembro (sábado), das 9h às 20h.

A 2ª HQ FEST, evento destinado aos fãs de quadrinhos (HQs), comics, cosplays e tudo que está relacionado ao universo geek, promete agitar o interior de São Paulo no segundo semestre.

Os artistas interessados em participar da área destinada a eles exclusivamente, devem reservar suas mesas desde já, por meio do e-mail: estudioemt@gmail.com ou via WhatsApp – (19) 98157-3786.

 Site da HQ FEST: www.hqfest.com.br

Na ocasião, serão realizados lançamentos de revistas e personagens, assim como a venda das publicações, prints, pôsteres, caricaturas e sketch books produzidos por artistas da cidade, da região e da capital paulista.

Convidados especiais, palestras, desfile de cosplays (incluindo cosplays kids), exposições e vendas de gibis, além da presença de cerca de 80 artistas brasileiros estão entre as principais atrações desta edição.

Em breve, será divulgado o nome do convidado especial que fará uma apresentação, além de autografar sua obra e tirar fotos com os visitantes. Aguardem!

SERVIÇO:
2ª HQ FEST – Indaiatuba
Dia 15 de Setembro das 9 às 20 horas
Local: Shopping Parque Mall
Entrada gratuita

segunda-feira, 12 de março de 2018

ABRIN 2018 assegura mais crescimento para os brinquedos

Divulgação/ABRIN

Negócios realizados na 35ª edição da feira devem representar quase 30% dos negócios projetados pelos fabricantes para o ano, que deve encerrar com faturamento 7% maior – algo em torno de R$ 6,8 bilhões.

O bom momento do setor ficou evidenciado na ABRIN 2018 – Feira Internacional de Brinquedos, encerrada no dia 8 de março no Expo Center Norte, em São Paulo.
Estandes cheios, mais de 15 mil visitantes e muitos negócios realizados marcaram a 35ª edição da feira, que apresentou mais de 1.000 lançamentos para abastecer o varejo e encantar as crianças nos próximos meses. A ABRIN é o principal encontro anual de negócios e relacionamento de um setor que cresceu de forma contínua nos últimos dez anos: em 2017, a indústria brasileira de brinquedos faturou R$ 6,391 bilhões, 6,2% a mais que no ano anterior.
“A criança é prioridade na família brasileira. Nós não vendemos só brinquedos, vendemos fantasia, sonhos, e ajudamos a formar as novas gerações. É por isso que vamos continuar crescendo”, afirma Synésio Batista da Costa, presidente da ABRINQ – Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos. “A expectativa para 2018 é de um faturamento 7% maior e a recém-encerrada edição da ABRIN comprovou esta estimativa.”

Mais negócios
Pelo segundo ano, a ABRIN realizou as Rodadas de Negócios, um conjunto de reuniões pré-agendadas entre compradores especialmente selecionados pela organização e expositores que oferecem produtos do interesse desses compradores.
As 171 reuniões realizadas durante dois dias entre 16 compradores doDistrito Federal, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo (capital e região metropolitana) e as empresas expositoras, renderam negócios estimados em R$ 5,88 milhões para os próximos 12 meses.
A ABRIN abriu oportunidade também para pequenos fabricantes, que puderam participar da feira por meio de projetos especiais de estandes, com tamanho entre 9 e 20 metros e montagem padronizada. O formato ofereceu um ótimo retorno do investimento para expositores que vieram para conhecer a feira ou ganhar corpo para retornar com estandes maiores.
Realizada pelo terceiro ano, a iniciativa vem atraindo um número maior de empresas a cada edição: o número de participantes cresceu de 6, em 2017, para 16 neste ano, sendo nove deles estreantes.

Conhecimento
Além dos negócios, a ABRIN colabora para o desenvolvimento do mercado de brinquedos por meio da transferência de conhecimento. O ABRIN Talks ofereceu 15 horas de conteúdo gratuito para os visitantes, oferecido por especialistas das áreas de inovação, negócios, gestão, marketing, licenciamento, consumo e outros temas relevantes para a atualização do varejo.
Promovida pela ABRINQ – Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos e Francal Feiras, a ABRIN é a terceira maior feira de brinquedos do mundo e maior da América Latina.
Sobre a ABRINQ – A Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos – ABRINQ é a entidade de classe de representação oficial da indústria e do mercado de brinquedos. Promove anualmente a ABRIN – Feira Internacional de Brinquedos, quarto maior evento do setor no mundo.
Sobre a Francal Feiras – Este ano a Francal Feiras comemora a 50ª edição da FRANCAL, principal feira de seu portfólio e um dos maiores eventos calçadistas do mundo. O sucesso da feira deu origem à promotora, que se tornou uma das líderes do mercado e é reconhecida pelo dinamismo, profissionalismo e alta qualidade que imprime a todos seus eventos. Atualmente, a Francal Feiras colabora para o desenvolvimento de 15 importantes segmentos da economia por meio de eventos que ampliam a visibilidade das marcas, as oportunidades de negócios, o relacionamento de toda a cadeia e o conhecimento.

SERVIÇO:
ABRIN 2017 – 35ª FEIRA INTERNACIONAL DE BRINQUEDOS
Realizada de 5 a 8 de março, no Expo Center Norte
Informações pelo telefone: (11) 2226-3100
www.abrin.com.br
Facebook: FeiraAbrin