sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Pais Bem-Sucedidos Formam Filhos Bem-Sucedidos? - Revista Dávila

Divulgação

Exigir A Escolha Da Mesma Profissão Nem Sempre É Garantia De Sucesso; Algumas Atitudes Ajudam A Incentivar O Melhor Dos Filhos Desde Cedo

Antes mesmo do nascimento dos filhos, muitos pais já sonham com a carreira que os pequenos vão seguir no futuro e fazem planos para que eles tenham sucesso na vida profissional. No momento em que é chegada a hora de fazer essa escolha, muito acabam impondo que os herdeiros sigam seus passos. No caso daqueles que são bem-sucedidos em determinada profissão, a pressão sobre os jovens aumenta. Mas pais bem-sucedidos nem sempre resultam em filhos com o mesmo êxito.
“Em primeiro lugar, é preciso ter em mente o que é sucesso. Muitas vezes, ele não está relacionado à fama, dinheiro ou poder, e sim à satisfação pessoal ou entusiasmo em realizar as tarefas e desafios do dia-a-dia”, destaca Scher Soares, especialista em Comportamento e Desenvolvimento Humano. Segundo ele, de fato, os pais são grandes influenciadores na formação profissional de seus filhos, mas, muitas vezes, o desejo não é o mesmo, ou eles não têm as aptidões necessárias para executar aquela profissão. “Por isso, eles terão que se esforçar mais para alcançar o mesmo ou um resultado parecido, que nem sempre vai trazer contentamento”, explica.
Dois fatores podem influenciar na decisão pela mesma careira: identificação e estabilidade. É como se optar pelo mesmo emprego garantisse mais segurança e abrisse espaço no mercado de trabalho. “Por um lado, essa escolha pode encurtar caminhos, mas se o filho não tem vocação para seguir essa carreira, ele não terá o mesmo triunfo e, ainda, pode se frustrar, gerando estresse e angústia ou, ainda, perder o prazer na atividade”, afirma. Ele garante que o mais importante é apoiar a decisão, mesmo que ela seja contra a opinião familiar.
Realizar a vontade dos familiares não implica, necessariamente, seguir exatamente a mesma trilha e passos dados por eles. Uma mesma profissão permite diversos caminhos e especialidades, e o importante é identificar aquela que traz mais afinidade. De acordo com Scher, o principal objetivo deve ser formar adultos independentes e garantir oportunidades para que eles sigam o caminho que os façam mais felizes. Ainda que não exista fórmula mágica, o especialista cita cinco atitudes que, se tomadas desde a infância, auxiliam no desenvolvimento em qualquer profissão.
Cinco atitudes para incentivar o melhor do seu filho:
  1. Desenvolver os pontos fortes e ajudar a reconhecer e melhorar os pontos fracos;
  2. Não fazer as tarefas por eles;
  3. Planejar o futuro juntos;
  4. Acompanhar o progresso e valorizar os esforços;
  5. Estimular a integração e relacionamento. Fonte: http://www.revistadavila.com.br/.      

Nenhum comentário:

Postar um comentário