terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Como aproveitar a moda do slime na sua loja

Divulgação Reval
“Hoje em dia as crianças só ficam no celular e no videogame, no meu tempo a gente brincava de verdade”. Qualquer pessoa com mais de 25 anos já falou isso e entregou a idade sem saber que brinquedos antigos ainda fazem a cabeça da garotada – entre eles, o slime, que nada mais é do que a massinha de modelar com algumas novidades.
A geleca, como era conhecida, foi uma verdadeira febre entre as décadas de 1980 e 2000, quando era a queridinha da criançada na hora de colocar a imaginação para funcionar.
As mais viscosas, como a famosa amoeba, formavam bolhas de todos os tamanhos quando assopradas, enquanto as mais macias permitiam algumas esculturas – quem nunca fez uma centopeia de massinha de modelar?
slime (que, em inglês, significa “viscoso” ou “pegajoso”) é uma mistura da massinha com a geleca de diferentes cores e texturas. A grande diversão é colocar (literalmente) a mão na massa e fazer o slime artesanal com os produtos certos e um toque de personalização para deixar o brinquedo com a sua cara.
Promova o slime de forma segura e lúdica
Atentos à tendência, muitos lojistas passaram a vender os materiais para produção do slime artesanal, porém deram de cara com tutoriais online que ensinam como fazer o brinquedo com ingredientes caseiros. E aí, como brigar com a internet?
Se sua loja recebe muitas crianças e pais com filhos pequenos, organize um pequeno workshop ensinando a preparar a solução e criar a massinha. Disponha diferentes cores, além de glitter, lantejoula, estrelinhas, bolinhas e o que mais possa interessar aos pequenos.
O processo de criação é muito divertido e a tendência é tão bacana que ganhou também o coração dos adultos, já que mexer na massinha é bem relaxante. Num primeiro momento, os pais podem se opor ao slime por receio da sujeira, mas dificilmente resistirão ao colocar a mão na massa e resgatar a criança interior.
Além disso, próximo ao local onde ficam as matérias-primas da geleca, disponha um panfleto com informações sobre as vantagens do slime para o desenvolvimento infantil, como o exercício da paciência, da criatividade, do raciocínio e da sensorialidade.
Se quiser tornar a ação de vendas ainda mais especial, garanta que os pequenos possam trocar as massinhas entre si e ofereça um local aberto para que possam fazer bolhas de ar com a geleca.
Conteúdo criado por Sonobe Conteúdo, agência digital dedicada à redação, planejamento e consultoria em redação e marketing de conteúdo. Através de equipe certificada em jornalismo, marketing digital, SEO, roteiro, gestão e empreendedorismo, a Sonobe traz aos leitores e leitoras do Reval Blog novas perspectivas para os seus negócios.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Continuam abertas as Inscrições para o 11º Concurso Cultural Turma do Gabi - Desenho


As inscrições poderão ser feitas até o dia 30 de junho.

Neste ano, a comissão organizadora escolheu “Tema Livre” para a elaboração dos desenhos do Concurso Cultural da Turma do Gabi.

Poderão participar do concurso estudantes de todo o Brasil, com idade entre 9 e 14 anos.
Os participantes devem fazer um desenho em Papel Ofício, colado em cartolina do mesmo tamanho e enviar para:

11º Concurso Cultural da Turma do Gabi
Rua Eliza Ghirotti, 332, Monte Verde, Cep: 13348-872, Indaiatuba, SP.

A premiação para os três melhores trabalhos consiste em um tablet e as três menções honrosas receberão kits de revistas e livros da Turma do Gabi.

Realização: Estúdio Moacir Torres (EMT)
Apoio: Prefeitura Municipal de Elias Fausto e Yazigi Indaiatuba.

Confira o regulamento completo e Ficha de Inscrição no site:

SERVIÇO:
11° Concurso Cultural Turma do Gabi – Desenho
Realização: Estúdio EMT
Informações: (19) 98157-3786 – 
estudioemt@gmail.com

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Exposição Turma do Gabi 43 anos acontece em Elias Fausto

Divulgação

De 18 de fevereiro a 30 de março a Secretaria de Cultura de Elias Fausto irá realizar a exposição “Turma do Gabi – 43 Anos” que conta a trajetória dessa turminha do bem, que começou a ser criada pelo cartunista e escritor Moacir Torres no ano de 1975.

De lá para cá os personagens foram publicados em dezenas de jornais brasileiros e em centenas de revistas próprias por diversas editoras do Brasil e da Europa.

Foi e continua sendo publicados os livros impressos pelo EMT e em e-books da turma na plataforma: Amazon, Kindle.

As animações da Turma do Gabi estão no Canal “EMT Brasil” do Youtube bem como nas redes sociais.

Para comemorar essa data tão importante, o EMT - Estúdio Moacir Torres e a Secretaria de Cultura de Elias Fausto (SP) estarão realizando a exposição em homenagem aos “43 anos” com dezenas de painéis com capas de revistas e Suplementos Infantis contando a história da turminha.

Estarão fazendo parte da exposição comemorativa dezenas de desenhos, feitos pelos seguintes desenhistas brasileiros e estrangeiros:

Luke Ross (Marvel-SP), Mário Cau (Campinas), Marcos Gratão (Araçatuba), Nestablo Ramos (DF), Laudo Ferreira (SP), Xavier (Avaré), Jorge Araújo (Rio Bonito – RJ), Marcelo Marão (RJ), Júlio Magá (SP), Márcio Meyer (Sta. Cruz do Sul – RS), Paulo José (SP), Bira Dantas (Campinas), Gustavo Machado (Londrina – PR), Manoel Dama (Aracaju-SE), Verde (SP), Spacca (SP), Paulo Borges (Jundiaí – SP) Tenório (Indaiatuba-SP), Pat Menghi (Argentina), Jal (SP), Mário Mastrotti (Sto. André), Aluir Amâncio (SP) e muitos outros.

“HISTÓRIA: Em 1975 o cartunista Moacir Torres teve um sonho com esses personagens, e na manhã seguinte começou a rabiscar os primeiros deles, que mais tarde formariam a Turma do Gabi. Os principais integrantes dessa turminha do bem são formados por: Gabi, Geninha, Bacana, Vira Lata Fred, Palhaço Piruquinha, Lorenço e o Gato Malucats.”


Serviço:
Exposição: Turma do Gabi 43 Anos
Local: Casa da Memória
De 18 de fevereiro a 30 de março
Organização: Estúdio EMT
Realização: Secretaria de Cultura de
Elias Fausto

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

A importância de dizer não para as crianças

Divlgação/Leiturinha

Você já ouviu dizer que dizer “não” para a criança é um ato de amor? Apesar de nem sempre ser tão fácil negar coisas para nossos pequenos, um simples “não” traz consigo importantes ensinamentos, como paciência e continuidade.

Apesar de nenhum pai querer ver seu pequeno chorando ou se frustrando, isso é algo que inevitavelmente vai acontecer. Ao tentar satisfazer todas as vontades da criança não estamos evitando suas frustrações e sentimentos negativos, ao contrário. Dar limite para uma criança é ajudá-la a se preparar para a vida adulta. Afinal, de que adianta seu pequeno receber “sim” dos pais e, mais tarde, começar a receber diversos “nãos” sem ter aprendido como lidar com o sentimento que isso gera?

Negar algo para a criança não significa que você deve ser ríspido ou que ela deve ter medo de você. O “não” deve ser feito com base em uma decisão consciente e racional. Por exemplo, quando a criança pede para comer mais um doce e você, conscientemente, nega, sabendo que mais um doce naquele momento não será algo saudável para ela. Você não precisa negar em tom de repreensão, mas sim em tom de conversa, inclusive explicando o motivo que te fez tomar a decisão.

Teste do marshmallow
Quando explicamos o que nos levou a tomar determinada decisão, mesmo que seja contrária ao que a criança esperava, estamos mostrando que existe consciência e clareza por trás do que fazemos e falamos, e isso ajuda os pequenos a entenderem que lidar com certas frustrações momentâneas pode não ser tão ruim assim.

É o que defende o autor e professor de psicologia da Universidade de Columbia (EUA) Walter Mischel, no livro O Teste do Marshmallow. O teste foi popularizado nas redes sociais ao mostrar crianças de diferentes idades recebendo um marshmallow. Se elas esperassem 20 minutos sem comer, ganhariam mais um.

O teste é um exemplo de que lidar com a frustração da espera, por exemplo, faz com que ela receba um prêmio ainda melhor, no caso o segundo doce. E isso, segundo o autor, é um indicativo de melhor cognição e autoestima da criança, já que a decepção em certo grau é uma forma de autorregulação e autocontrole.


quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Inscrições para o 11º Concurso Cultural da Turma do Gabi

Ilustração do Cartaz: Paulo Tomson

As inscrições poderão ser feitas de 1º de fevereiro a 30 de junho.

Neste ano, a comissão organizadora escolheu “Tema Livre” para a elaboração dos desenhos do Concurso Cultural da Turma do Gabi.

Poderão participar do concurso estudantes de todo o Brasil, com idade entre 9 e 14 anos.

Os participantes devem fazer um desenho em Papel Ofício, colado em cartolina do mesmo tamanho e enviar para:

11º Concurso Cultural da Turma do Gabi
Rua Eliza Ghirotti, 332, Monte Verde, Cep: 13348-872, Indaiatuba, SP.

A premiação para os três melhores trabalhos consiste em um tablet e as três menções honrosas receberão kits de revistas e livros da Turma do Gabi.

Realização: Estúdio Moacir Torres (EMT)

Confira o regulamento completo e Ficha de Inscrição no site: www.turmadogabi.com.br.

SERVIÇO:
11° Concurso Cultural Turma do Gabi – Desenho
Realização: Estúdio EMT
Informações: (19) 98157-3786 – estudioemt@gmail.com